quinta-feira, 4 de março de 2010

Coração que canta...












Por quem cantas coração desafinado
Se teu amor é mera utopia de impulso,
Por que tu queres pulsar enamorado
Se teus acordes são de pouco recurso?

Por quem dialogas no verbo desatinado
Perde-se com o tempo da composição,
E desvairado destoa, mas obstinado
Faz de conta que o amor é tua canção.

Ah, o não é não da alegria passageira
Que vem e brinca com qualquer situação
Mesmo que seja mentira ou ilusão.

Brincar de amor só tira o pó da poeira
Com arritmia descompassa o coração
Não acende o brilho da tua composição.

Um comentário:

  1. E aí cm estão as coisas? Um grnd abraço!!! Só dando uma passada...

    ResponderExcluir